Acreditar em Papai Noel?

Acreditar em Papai Noel?

A crença no bom velhinho que traz presentes às crianças no Natal é bastante difundida.

Incentivar as crianças a crer em figuras imaginárias, como a do Papai Noel, é importante para o desenvolvimento cognitivo da criança, pois enriquece o imaginário e favorece a exploração das ideias e do pensamento infantil.

Nesta fase da vida tudo é novidade, o real e o irreal se misturam, e essas inúmeras possibilidades enriquecem o raciocínio e a capacidade de pensar.

Embarcar na fantasia pode estimular a criatividade dos filhos, e é fundamental para que eles possam compreender a realidade. Mas, os pais não devem insistir na crença caso a criança descubra a verdade, pois, persistindo nessa situação, parece que os pais não acreditam que ela já tenha crescido a ponto de distinguir a fantasia da realidade, e ela se sentirá enganada mais tarde.

A descoberta de que o Papai Noel não existe representa um passo importante na maturidade da criança, e a idade pode variar de acordo com o estímulo que ela recebe dos pais e com o ambiente em que vive e deve ser feita ao tempo da criança. Crianças antenadas no mundo virtual, que frequentam escola, ou que tenham irmãos mais velhos, são mais difíceis de manter “no mundo da fantasia” por muito tempo.

Independente da criança, os pais devem sempre passar a mensagem de que o Papai Noel existe, sim, e que ele é personagem de uma linda história, contada há muitos anos na época do Natal e, que ele mora na imaginação e no coração das crianças que nele acreditam.

Leave a Reply