Crianças X Videogame

Crianças X Videogame

Uma pergunta bastante comum atualmente nos consultórios é “Meu filho fica muito tempo no videogame, isso é saudável?”.

Não se pode negar que os jogos de videogame são, em certo ponto, benéficos para o desenvolvimento cognitivo das crianças, principalmente se considerarmos o desenvolvimento de funções importantes do cérebro para a vida tanto intelectual quanto prática, como o raciocínio lógico, a estratégia, a tomada decisão, a atenção, a memória, por exemplo.

As pesquisas atuais indicam vantagens e desvantagens dos videogames.

Desvantagens:

Obesidade – Assim como a TV e a internet, os videogames são acusados de aumentar a propensão a engordar. Jogos de computador despertam nos jovens um maior apetite, fazendo com que eles consumam mais comida do que o necessário. Com o tempo, isso pode acarretar em obesidade, segundo os pesquisadores.

Pouco exercício, mesmo nos jogos de movimentos ativos – Ao mesmo tempo em que o videogame tradicional aumenta a chance de engordar, os jogos de movimento não são uma esperança para quem quer jogar sem engordar. Por terem se “exercitado” no jogo, as crianças deixam de fazer exercícios em outros momentos do dia. Por isso, mesmo queimando calorias, videogame não faz bem à saúde.

Vantagens:

Agilidade no raciocínio – Jogos de tiro, além de não fazerem dos seus usuários pessoas violentas, podem contribuir para o aumento da agilidade no raciocínio. Quem tem o hábito de jogar, tem mais aprimoradas as respostas, decisões e reflexos, através dos games.

Criatividade – As crianças que jogam videogames se tornam mais criativas. Depois de passarem por testes de criatividade e responderem a uma entrevista, as crianças usuárias de videogames mostraram ser mais criativas, o que revelou uma ligação entre os jogos e essa qualidade. E, apesar de os meninos jogarem mais do que as meninas, a influência positiva dos games nesse quesito não difere entre os gêneros, nem entre raças. Os pesquisadores ainda chamaram a atenção para o fato de os jogos melhorarem as habilidades de visão espacial, que pode ser uma porta para bom desempenho em áreas da ciência, tecnologia, engenharia e matemática.

Então, percebemos que a resposta à pergunta inicial é o EQUILÍBRIO!

A questão principal, não é simplesmente jogar ou não videogame, mas qual é a relação das crianças com este instrumento, e como os responsáveis devem administrar essa relação.

Leave a Reply