Ser mãe solteira pode ser muito gratificante!

Ser mãe solteira pode ser muito gratificante!

Criar um filho é uma grande aventura, cheia de tempestades, ondas enormes e, às vezes, sol e tranquilidade. Já é duro dar conta disso em dois, que dirá quando a empreitada é individual. Ainda assim, mães do mundo todo conseguem criar filhos sozinhas e ter lares felizes e estáveis. Só porque a embarcação está sob o comando de um só não quer dizer que ela não terá capacidade de navegar as agitadas águas da criação de filhos.

O rótulo de mãe solteira é algo que não se quer ter, e tem a ver com fazer um desafio de que a maioria das pessoas têm medo. Tem a ver com não seguir um modelo de família, mas tem a ver com a coragem diante do desafio. Criar um filho sozinha ou depois de uma separação, você se vê totalmente fora do equilíbrio. Ser mãe solteira força a estabelecer prioridades, e rápido. Por que não fazer isso ser gratificante?

1. Confie em você: Jogue o medo e as dúvidas sobre si mesma pela janela – eles não vão servir de nada. Ouça a sua intuição e faça aquilo que você acha melhor. Saiba o que é mais importante para você. Honre seus valores. Confie nos seus palpites. Esteja presente. A sua intuição com certeza está a postos, tentando ajudar – você só precisa ouvir. Você pode encontrar equilíbrio na sua vida novamente e ser, assim, um ótimo modelo para os seus filhos. A única pessoa que pode impedir que isso aconteça é você mesma.

2. Peça ajuda: Sim, você vai precisar de bastante ajuda agora – dos amigos, da família, de eletricistas, de encanadores… Identifique as coisas de que você pode precisar e faça uma lista de pessoas e/ou profissionais que podem ajudar com cada uma delas. Infelizmente, a maioria das pessoas não gosta da ideia de pedir ajuda, e isso é uma pena, porque as pessoas, em geral, se sentem bem em ajudar. Contribuir para o bem estar de alguém é bom: dá uma sensação excelente de ser alguém importante. Você também  não se sente assim quando colabora com os amigos? Então porque privar seus amigos e a sua família desse prazer? Então lembre: não precisa se sentir mais sozinha do que o necessário, mas você não precisa de fato estar. A escolha é sua.

3. Divirta-se!: Muito trabalho e pouca diversão farão de você uma mãe ranzinza. Apesar de todas as suas responsabilidades, você ainda tem que viver a sua vida! Você está trabalhando duro para criar a melhor vida possível para você e seus filhos. Mas não esqueça que a “melhor vida” inclui diversão e brincadeira! Use o tempo que eles ficarem com o pai (ou com outras pessoas) para você. Lembre: seus filhos precisam que você recarregue as baterias. Não deixe que todas as responsabilidades e a falta de tempo para dar conta de tudo impeçam de você relaxar. E cuide de também ter tempo de brincar com as crianças. Aproveite quando perceber que eles estão se divertindo com alguma coisa, para chegar e participar. Enfim, mães solteiras merecem medalha de honra de estar seguindo a vida, fazendo o melhor pelos filhos!

Leave a Reply